Pergunte-me como o Coaching, pode fazer você, atingir seus objetivos:

O Crítico Interno

 

Palavras Chave: Coach, Coachee, Coaching, Crenças, Crítico Interno, Perguntas

Todos temos muitas vozes dentro de nós. Muitas delas são fruto de nossas crenças, de nossos filtros. Outras são vozes de pessoas que convivemos, às vezes importantes na nossa jornada de vida, outras profundamente desagradáveis, que por terem marcado muito nossas existências permanecem vivas e atuantes dentro de nós. As críticas fazem parte de nossa bagagem de vida. Algumas foram muito importantes, outras nem é bom lembrar, não é mesmo?

Às vezes você sente um dedo em riste dentro de si, qual juiz severo, observando cuidadosamente, prestes a entrar em ação sempre que tencionamos fazer alguma mudança. Este dedo chama-se Crítico Interno, composto por todas as vozes, medos, impedimentos, que você passou na vida. Muitas vezes ele lhe é tão familiar, que você o defende de forma implacável, visto que a manifestação do mesmo, embora negativa, representa seus padrões de pensamento. Nada desesperador com esta atitude, você o defende porque convive com ele, muitas vezes desde a tenra idade.

Como você identifica este(a) senhor(a) desagradável dentro de si?

O texto a seguir está baseado em slides (em azul) dos encontros intitulados: "Bate Papo com o Coach", realizado de forma virtual, pelo Coach Mizuji Kajii. Há comentários meus intercalando o material (em preto):

1- Inicialmente o Crítico Interno só tem Críticas Negativas:

Parece realmente aquela pessoa insegura conversando com você. Seu eu fizer pode dar errado, se eu não fizer posso perder a oportunidade de ter feito. Você conhece pessoas assim, não é mesmo? Além da indecisão o foco no negativo, que este(a) senhor(a) promove em seus pensamentos é:

ansiedade, previsões catastróficas, desestímulo.

Neste momento você fica sem saber o que fazer. A impressão que lhe passa, é que qualquer atitude que você tomar, será criticado.

2 - Quais são as conseqüências desta falta de ação:

Você como eu, deve sentir-se muito bem, quando consegue realizar alguma atividade qualquer, desde a mais simples como arrumar uma gaveta por exemplo. Você já precisou fazê-lo? Imagino que sim. E.......naquela horinha que você vai começar, entra o famoso Critico Interno, com toda a delicadeza que lhe peculiar e lhe diz:

- Você não tem jeito mesmo, hem? Para que arrumar esta gaveta. Que perda de tempo....

Você se deixa seduzir por esta voz interna, e...... vai tentar fazer outra coisa. Quando começa, vem aquela famosa dúvida:

- Mas porque eu não faço o que prometo a mim mesmo(a)?

Para piorar a situação, o Crítico Interno que pensava ter cumprido sua missão e iria descansar, começa a fazer insinuações:

- Se era para você ficar deste jeito, seria melhor ter arrumado a gaveta....

Esta situação se repete em atividades das mais complexas em nossas vidas e poder causar:

- Baixa autoestima
- Baixa produtividade
- Medo, ansiedade, pânico
- Auto-sabotagens
- Estagnação na vida
- Doenças diversas
- Problemas de relacionamento, carreira, finanças

Que desastre hem?

3 - Como afastar o Crítico Interno?

- Primeiro passo: ficar atento para reconhecer o crítico em ação

Quais são as frases preferidas do seu crítico?
1 - ....................................................
2 - ....................................................
3 - ....................................................
4 - ....................................................
5 - ....................................................


Em que situações seu crítico fica atuante?
1 - ....................................................
2 - ....................................................
3 - ....................................................
4 - ....................................................
5 -....................................................

Criar conhecimento sobre seu crítico é fundamental para congelar sua atuação. Se você conhece as formas de atuação do seu crítico, é fundamental mudar o foco. Não dar atenção às provocações do crítico. Utilizamos os seguintes questionamentos para mudar o seu padrão de pensamento:

Perguntas para mudar o foco:

- Qual o meu objetivo aqui?
- Isto é o que eu quero sentir agora?
- O que eu posso fazer?
- Que suposições estou fazendo?
- O que eu posso aprender?
- O que é adequado fazer?

As perguntas como afirmamos no artigo: A importância de fazer boas perguntas , criam um vazio dentro de si e provocam uma ação diferenciada e voltada para o futuro.

Há, todavia, situações que estão muito bloqueadas dentro de nós, de certa forma provocam reações sem controle. Quero lhes mostrar no artigo: EFT , uma maravilhosa técnica chamada Emotional Freedom Techniques (Técnicas de Liberação Emocional), foi desenvolvida por Gary Craig, um engenheiro americano estudioso de diversos sistemas de desenvolvimento pessoal. A EFT elimina bloqueios emocionais com muita facilidade.

 

   

 

 

 

 

 

Click aqui para falar comigo ==> elzaconte@coachviaconte.com.br

 

Elza Conte - Uma Coach que acredita em constante reconstrução.